USADO E APROVADO! MENSALIDADES NUNCA MAIS!!!

USADO E APROVADO! MENSALIDADES NUNCA MAIS!!! Esportes ao vivo, filmes, seriados e muito mais. E o melhor de tudo, sem mensalidades.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

O HOMEM DA CABEÇA DE PAPELÃO

Cartaz original da Peça. Ilustração: Divulgação

Assisti nesta quarta-feira (05/05), a única apresentação na Capital do Estado, de uma peça teatral intrigante, interessante, envolvente e reveladora. O "Homem da Cabeça de Papelão", não é simplesmente uma peça teatral, faz parte do Projeto desenvolvido há 15 anos pelo ator Tadeu Aguiar, com o objetivo de aliar diversão e reflexão em espetáculos de qualidade, renovados a cada ano, fundamentados pedagogicamente e sempre seguidos de um debate.
Escrita por Eduardo Bakr, é uma livre adaptação do texto homônimo de João do Rio e discute conceitos de ética, caráter e respeito ao próximo, por meio de uma história leve e cheia de surpresas.

Promovido aqui em Santa Catarina pela Secretaria de Educação e pelo Colégio Bom Jesus, a peça que foi desenvolvida pelo Projeto Teatro Jovem visa proporcionar aos jovens brasileiros o acesso à cultura e incentivar o hábito de frequentar o teatro.

A apresentação do espetáculo. Foto: Eduardo Rosa/SURFEMAIS

Além do papel de formador de platéia, o projeto contribui com a formação dos jovens como cidadãos críticos e atuantes na sociedade, levando à cena, de forma interessante e divertida, temas importantes para o aluno e para qualquer pessoa, por meio de uma linguagem com a qual o jovem se identifica.
Assim, o projeto promove discussões sobre a postura e o papel do jovem na sociedade, as suas relações com a escola, vocações, valores éticos, angústias, desejos, abrindo uma oportunidade de reflexão acerca da árdua tarefa que é crescer.
As produções do Teatro Jovem já foram assistidas por quase dois milhões de jovens em todo o Brasil.

Fiquei sabendo ainda a tarde da apresentação e a noite presenciei o Teatro Alvaro de Carvalho, no Centro de Florianópolis, lotado de pessoas ávidas em conhecer este diferente mas representativo tabalho. Ao final, sobraram aplausos - em pé, é claro -, e uma reflexão intrigante de como estamos tratando nossas vidas, os conceitos e as relações com nossos filhos, amigos, parentes e uma parcela de culpa por não estarmos dando ouvidos aos jovens que crescem fadados a desilusão profissional e afetiva, em carreiras que pouco irão contribuir para a formação de um verdadeiro cidadão. Ou, como apresentado na peça, a necessidade de nos tornarmos pessoas de "boa cabeça", com prestigio, posição social e status.

O cenário foi muito bem montado. A frente dos atores uma curtina quase transparente com uma luz ao fundo davam contornos de época a apresentação. Foto: Eduardo Rosa/SURFEMAIS

O diretor e ator Tadeu Aguiar, confirmou que já recebeu proposta para novas apresentações aqui no estado, especificamente em Florianópolis. E o SURFEMAIS irá manter-se informado sobre as datas das novas apresentações e as cidades em que elas ocorrerão.

Abaixo segue a sinópse do espetáculo que conta com apenas 3 atores - Anna Belo, Carol Futuro e Eduardo Bakr -, e uma estrutura com mais de duas toneladas de equipamentos e cenários, o que por sí só já foi um espetáculo.

SINÓPSE

"O espetáculo “O Homem da Cabeça de Papelão” conta a história de Helio, um cidadão exemplar que, por ser bom, irritava a todos. Tinha na cabeça um idealismo maior que tudo e, por isso, todos achavam que ele tinha um parafuso a menos. Apaixonado, para conseguir casar com Estela, empregada de sua casa, sua única opção foi colocar a cabeça no lugar. Depois de tentar de tudo, ele entra em uma relojoaria e pede para que a consertem. Para isso, precisa trocá-la por uma de papelão. Com a cabeça trocada, Helio perde seu bom caráter e seus valores morais, absorvendo os péssimos costumes de seus concidadãos.

Passado o tempo, Helio lembra que precisa buscar sua cabeça na relojoaria. Chegando lá, para seu espanto, o relojoeiro diz que ela é perfeita, capaz de fazer do mundo um lugar maravilhoso. Assustado, Helio diz que não vai recolocá-la no lugar, que uma preciosidade dessas precisa ficar guardada, pois pode ser perigoso exibi-la.

Anos depois, é anunciada a morte de Helio, homem notoriamente poderoso e triste, encontrado em sua casa com uma cabeça de papelão inteiramente vazia de ideias e de memórias aproveitáveis. Curiosamente, uma outra cabeça é encontrada dentro de uma gaiola, perfeita e brilhante, considerada por todos muito perigosa, pois se suspeita que ela seja a responsável por “ações terroristas”, como manifestações de paz, gentilezas e ações humanitárias
."

Foto: Divulgação.

Por Eduardo Rosa