VÍDEO: SURFESTA HOMENAGEM AO OP PRO IMBITUBA 94

REPRESENTANDO O SURF IMBITUBENSE, EDUARDO ROSA DEDICA HOMENAGEM AOS CONTERRÂNEOS


Homenagem sendo entregue pelo lendário Saul Oliveira Filho, o Saulzinho, fundador da Associação Catarinense de Surf - hoje Fecasurf -, e responsável pela primeira revista de surf de SC, a Surf Sul, além de Maurio Borges, promotor do Surfesta. Foto: Liz Panek

No último dia do mês de agosto (31), quinta feira, Maurio Borges, através do S365, realizou a 3ª Surfesta, três eventos que homenagearam personalidades do surf catarinense nas décadas de 70, 80 e 90. 

Nesta última, entre os reverenciados do surf barriga verde, o mítico, OP Pro Imbituba 94, figurou na lista que contemplava também, personalidades da imprensa catarinense, marcas de surf, fabricantes de pranchas, surfistas, entre outros.

A homenagem e as lembranças do OP Pro Imbituba 94

Relíquia do OP Pro 94 sendo erguido durante o Surfesta por Eduardo Rosa. Foto/Reprodução: Eduardo Rosa

A entrega da última homenagem feita na noite de quinta feira, no John Bull Pub, na Lagoa da Conceição, em Florianópolis, lembrou de um dos maiores eventos ocorridos em solo catarinense, o lendário OP Pro 94, no Canto da praia da Vila, em Imbituba , evento que emplacou de vez Imbituba no cenário nacional e mundial do surf.

E quem protagonizou o recebimento desta honraria para Imbituba foi Eduardo Rosa, que teve quase todas as suas 'credenciais' junto ao surf imbitubense e catarinense destacadas pelo promotor da Surfesta. 


O ex presidente da Associação de Surf Imbitubense, e promotor do mítico campeonato, recebeu o reconhecimento das mãos de Saul Oliveira Filho, fundador da Associação Catarinense de Surf (ACS) e responsável por lançar a primeira revista de surf do estado, a Surf Sul, e fez questão de dividir o prêmio com o diretor de Turismo de Imbituba, Romeu Pires Filho, o ex prefeito da cidade, Jerônimo Lopes, e com todos os imbitubenses.

Esquentas para livro e documentário com a história do surfe catarienense

Considerado um marco para o surfe catarinense, com recorde de público na praia e surfe de altíssimo nível, o OP Pro 94 foi relembrado nesta última Surfesta, que reúniu pessoas de todas as gerações das pranchas e presta reconhecimento aos seus personagens.

Os três eventos em Floripa serviram de esquenta para a produção de um livro e do documentário ‘Altas, as Histórias do Surf Catarinense’, produzido por Luciano Burin e Maurio Borges (autores de 'Pegadas Salgadas') que será lançado no em dezembro deste ano.

"O surfe catarinense já tem meio de século de história e essas pessoas que fomentaram o esporte precisam ser lembradas e reverenciadas pelos mais novos", explica Borges.

Já agora no final de setembro, acontece um revival destas três primeiras festas, juntando todos os homenageados num único evento. E em dezembro, o lançamento do livro e do filme, 'Altas, a história do surf catarinense', no P12. em Jurerê Internacional, Florianópolis. 
Postar um comentário