MINEIRINHO COMPLICA NA FINAL, MAS FICA EM SEGUNDO



O provável erro de Mineiro foi mudar a estratégia adotada em baterias anteriores. Posicionou-se no inside para pegar ondas intermediárias a mediada que o mar crescia. Parecia cansado, mas com muita atitude. Sua maior nota foi um 7 redondo, enquanto seu concorrente chegou novamente a uma média alta; 18,84, com um 10 unânime, numa onda com um tubo casca grossa, e um 8,84. Joel chegou a descartar um 8,17 de seu somatório, já que, soma-se apenas as notas das duas melhores ondas.
Era visível a disparidade entre o surf de Joel e de nosso compatriota. Apesar disso, Mineiro começa o ano com chave de ouro, na segunda colocação no ranking, e com possibilidades de brigar pelo título.



Por Eduardo Rosa
Postar um comentário