NUVEM DE PÓ DE CARVÃO ASSOLA IMBITUBA. (COM VIDEO)

COQUE ASSUSTA MORADORES COM 
NUVEM DE PÓ

Foto: Imagem do Porto de Imbituba com a caixa de Carvão ao fundo, bem próximo a praia da Vila. Mais ao fundo a ilha Santana de Dentro.
Por falar em meio ambiente, ecologia e preservação... Nada contra crescimento econômico e a movimentação financeira que geram empregos e renda para muitas famílias. O que não pode ocorrer é o descaso com o local em que vivem muitas famílias, e a falta de consciência em frente ao maior cartão postal da cidade, a praia da Vila, em Imbituba.

Depois do fantasma da ICC – Industria Carboquímica Catarinense - ter desaparecido, a população achava que estava livre de poluição e falta de consciência. Mas não é o que está ocorrendo.

Há alguns anos atrás, foi realizada uma modernização dos portos pelo Brasil, e o porto de Imbituba não ficou de fora. Mas o que ganhou em modernização, pode ter perdido em preservação, já que o que vem ocorrendo é grave.

Em dezembro do ano passado, durante uma etapa do circuito imbitubense de longboard, Rosinaldo Estácio “Burdela”, membro da ASI – Assoc. de Surfe Imbitubense -, rodava pela praia indignado com a quantidade de carvão que se depositava em cima de tudo que estivesse por ali. Guardas-sol, mesas, bonés... E não era só ele. Muitos atletas e expectadores do evento também acharam um absurdo.




Neno Heleodoro, presidente da ASI, entrou em contato com os representantes do depósito de carvão, que se localiza há menos de 300 metros da praia da Vila – o que já é um absurdo também -, e deles recebeu a promessa que não haveria mais o levantamento de pó de carvão.

Pela notícia que se tinha, constantemente, era feito o enxágüe da caixa do mineral para evitar a fuga de partículas de carvão. Mas não foi bem isso que aconteceu no último dia 15 de março, às 11h30min de um domingo de sol, e que foi registrado por Gilmar de Carvalho, ao som da Banda Kaya, de Imbituba, e exposto no site de vídeos youtube.

O WCT 2009 é em junho. Espera-se que a praia não fique negra até lá e que quem vive ao redor do porto possa voltar a respirar ar puro novamente.
1 comentário