O QUE FAZER? VACINAR-SE, FICAR CALMO E CONTINUAR A VIDA DE OLHO NAS NOTICIAS, CLARO


A recomendação mais eficiente, segundo autoridades de saude, é a de se tomar a vacina contra a gripe, hoje disponibilizada pelos órgãos de saúde estaduais e municipais, ou em farmácias. A vacina não evita a gripe suína, mas diminui bastante a preocupação de quem apresentar sintomas. “Hoje, se alguém fica gripado, não vai saber se é a gripe comum ou se seria a gripe suína”, afirmou Migowski.
As autoridades ainda não tratam o assunto como uma pandemia – infecção que pode se espalhar por uma grande zona geográfica como, por exemplo, entre continentes -, mas se a transmissão continuar acontecendo por outros paises e não for controlada a tempo, poderemos esperar mudanças radicais de hábitos da população.
Alguns órgãos de saúde internacional já confirmam a tese de pandemia, mas as autoridades envolvidas são mais modestas neste assunto, mostrando total interesse em controlar a epidemia.
Devemos, então, acompanhar os noticiários e ver como vai se desenrolar o fato. Sem pânico e com consciência.

Por Eduardo Rosa
Postar um comentário