VAI COMEÇAR A ETAPA MAIS PERIGOSA DO CIRCUITO MUNDIAL DE SURF 2009. BRUNO SANTOS DEFENDE O TÍTULO

Bruno Santos em Teahupoo, Tahiti. Foto: Divulgação/ASP South America

Começa a expectativa para o inicio do Billabong Teahupoo Pro, em Teahupoo, Tahiti. É uma das etapas mais aguardadas e perigosas do Mundial WCT, dada a potencia das ondas aliado a rasa bancada de coral - exposta quando a onda se projeta.
Eu costumo dizer que no momento que aquela onda quebra, há uma troca substancial e altamente rápida de maré. Pelas imagens feitas pelo lado da onda, algumas vezes é isso que se pode notar. Busquei esta foto abaixo pra confirmar o que estou tentando descrever. A galera passando a onda e nem sinal da parte de tráz da onda baixar. É um lipe e um line up reto pra parte de tráz da onda. A diferença de altura entre a base da onda e o line up é incrível. Energia concentrada em projeção geométrica, a implodir o que está embaixo. Alguns caldos épicos e até mortais são reservados para uns poucos que ousam errar no momento errado. E tem gente que domina com maestria esta criação da natureza.

Por ser perigosa, e atentar contra a vida dos atletas, nada melhor que um bom seguro de vida para ir correr esta etapa. Pela televisão e na internet, imagino que não se possa calcular esta força. O bom mesmo era poder ir lá conferir de perto.
Bem que Billabong poderia todos os anos sortear uma passagem - com direito a acompanhante -, para nós pobres mortais, em cada país que a marca possui um grande mercado. Com direito a ficar sossegado num barco assistindo as performances malucas de caras insanos e em ondas enlouquecidas.
É isso ai. De 9 a 20 deste mês é só se ligar na telinha do computador no horário do final de tarde para noite, e curtir a possível volta de Kelly Slater, o que prá mim não deve acontecer ainda nesta etapa e nem neste ano – espero queimar a língua, mesmo todos achando que ele vai continuar “tentando” eu acredito, que este ano não vem o 10º título ainda -, e a transmissão da mais indecorosa etapa do Circuito Mundial da ASP, o Billabong Tahiti Pro 2009.
O Trials começa dia 5, com presença brasileira de Ricardo Santos na primeira fase.

E só pra avisar em tempo; o catarinense Marco Polo, subiu nesta semana, para a 4ª posição no ranking WQS - ou World Qualifying Series -, somando mais de 1000 pontos de diferença para o décimo colocado que é o americano Tanner Gudauskas. Em 2º no ranking está Jadson André, com Pablo Paulino aparecendo só em 11º. O outro catarinense Jean da Silva aparece em 13º.
Para acompanhar campeonato clique aqui
Postar um comentário