E O LEDO SE FOI...

Como uma notícia que chega tão de repente, um dos maiores empresários e incetivadores do surfe estadual, nos deixou. Por um motivo trágico, Edson Ledo Ronchi teve sua vida ceifada na última quarta-feira dentro de sua própria casa, em Canasvieiras. Segundo a polícia, um dos assaltantes - ou assassinos! - o reconheceu e não teve dúvidas. Desferiu 3 tiros em seu peito.

Ledo (a direita) e seu filho Ícaro, faziam uma parceria histórica, assim como foi a história de sua vida.

Um clima de impunidade se confirmou diante de tanta violência. A Ilha de Santa Catarina, que já não era uma maravilha para se viver, agora, diante de quem conhecia Ledo, e viveu áureos tempos da "Ilha da Magia", sofre, não com a violência e a impunidade, mas com a falta de sensibilidade das autoridades em relação ao crescimento rápido e desenfreado da Capital do Estado, que desordena os cuidados sociais necessários.

A grande divulgação vendidas por políticos e empresários anteriormente, e apoiado por muitos munícipes naquela época, traz agora o preço da fatura.
Que a cidade iria crescer, isso todo mundo sabia que iria acontecer. O que é inaceitável por quem viveu, e vive aqui, é forma avassaladora como Florianópolis se "destacou" no mercado nacional e mundial em tão poucos anos, e os reparos sociais para moradia e segurança não foram computados nesta conta.
Fica por parte do SURFEMAIS, as mais sinceras condolências a família e amigos do grande Ledo.
Força Ícaro!!. Teu pai foi um guerreiro e você pode com certeza contar com a família do surfe.

Por Eduardo Rosa
Postar um comentário