THE SKROTES: REINVENTAR NÃO É MODA MAS SIM UM ESTILO

Trazem tanta coisa de fora que nem dá pra saber direito quem joga o "fino da bola" na música. O apelo é sintomático e a onda é curtir e se alienar.
Os Skrotes fazem da música o que bem entendem. Mas não perdem o "fino da Bola". De Floripa armazenam vantagens por se diluírem totalmente na contravenção de criar o que não "se pode", ou não foi tentado ainda... Valorizam não só a acústica mas a nitidez dos tons e semi-tons. Buscam a essência no puro ato de tentar e soltar o verbo, através de instrumentos e acordes. Parece que nenhum estilo musical vai agradando-os, e vão trocando como se troca de roupa. A viagem é garantida e a personalidade dos rapazes se faz em repertórios arrojados e vinculados a paixão pelo novo, que nem tão pouco chega a ser belo.
Abaixo uma amostra do que eles foram capazes de compor, talvez só pra se distraír.



Por Eduardo Rosa
Postar um comentário