RONALDO "FENOMENO": "PERDI PARA MEU CORPO"

O choro do "Fenomeno" ao revelar o porque iria parar.
Imagine o que não passa na cabeça de um atleta que por anos fez aquilo que mais gostava, contruindo uma carreira de conquistas - e também derrotas -, que em dado momento se vê numa situação critica em que parar é a melhor opção. Muitos ja comentaram sobre isso. E o resultado, algumas vezes, foi desastroso. 

A vida e carreira de Ronaldo, cheio de percalsos e críticas, é um exemplo de dedicação e superação, e não sou eu o primeiro a falar isso. Nem serei tolo aqui em discutir sobre as carreiras milionárias construídas em cima de astros e atletas.

Apenas gostaria de deixar uma reflexão: O quanto é difícil e incomodo para um atleta parar de fazer o que mais gosta? E ainda no caso do "Fenomeno", o que lhe deu a enorme condição financeira para isso, mas que, afinal de contas, ficará uma lacuna em sua vida. 

Trazendo esta reflexão para o surfe, imaginem Kelly Slater tendo que se aposentar?!! Tirando os milhões de dolares que Ronaldo "repercutiu" por este anúncio que fez, na cabeça de Kelly não seria tão diferente. Na realidade ele até já parou, mas voltou, porque sabe que é no mar e nas baterias que ele encontra seu "Eu" verdadeiro. Não só pelos dolares, mas pela vida e pela energia que ele extrai e devolve ao surfe com isso.

Voltando esta história para uma realidade mais próxima, imaginem porque Fábio Carvalho e outros que pegam onda aqui pelo estado ainda não "largaram o osso". Pelo dinheiro? Pela fama? Tenho certeza que não.
Gostaria de deixar este espaço aberto para que Fabinho e muitos outros que ainda não pararam, para postarem suas opiniões e declarar por que ainda estão perseguindo as baterias.
Ou mesmo aqueles que pegam onda há muito tempo e nem pensam em parar, apesar das adversidades da vida e do corpo.

Por Eduardo Rosa
http://surfemais.blogspot.com
1 comentário