SOS PRAIA DO PORTO CRESCE, MAS OBRAS NÃO VÃO PARAR

MOVIMENTO GANHA FORÇA, MAS AGUARDA A MANIFESTAÇÃO DA FATMA E O IBAMA

Uma das manifestações realizadas em Imbituba. Foto: SOS Praia do Porto/ Divulgação
As obras de ampliação e de infra-instrutura do Porto de Imbituba, seguem incessantes, ainda em sua primeira e segunda fases, que visam modernizar as locações já existentes. 

Ainda em tempo, a ASAEP -Associação de Surf e Amigos da Praia do Porto -, a AMPAP - Associação de Pescadores - e o Movimento SOS Praia do Porto, tentam de várias formas conscientizar, não só todos os moradores da região, como também a administração pública da cidade - que até então, não se manifestou diretamente -, a imprensa local e estadual, e em redes sociais.

Tais tentativas, já renderam bons frutos com a adesão sitemática de muitas assinaturas no abaixo assinado promovido pelos envolvidos, mas ainda está longe de atingir a quem interessa.

De forma local, e para mostrar que não estão alheios a tudo, reuniões coordenadas por pescadores e surfistas, estão ocorrendo para conscientizar e informar a população dos riscos que várias praias da cidade - não só a praia do Porto -, estarão submetidas caso a ampliação ocorra. 

As desapropriações de moradores e pescadores, a destruição da flora e da fauna local e o empobrecimento e extinção de um dos locais mais belos da região de Santa Catarina, que englobam além da Praia do Porto, a Praia D'água, a Praia da Ribanceira e a Praia da Vila. E não é exagero citar a Praia da Vila também, pois é sabido que as dragagens, quando feitas na área do Porto, alteram sensivelmente os fundos de todas as praias citadas.

Mesmo assim, na última semana, o movimento ganhou uma importante adesão não oficializada ainda. O Projeto Baleia Franca, situado em Imbituba, e com atuação nacional e mundial, publicou no mural de sua rede social, a divulgação do Movimento SOS Praia do Porto. 

Segundo Alex Angulista, líder do movimento, "...para o movimento foi uma importante adesão em forma de divulgação. Mas queremos mais...", deixando claro que a intenção é chamar a atenção de muita gente de fora da cidade também.

Em uma das reuniões - esta ocorrida em 28 de outubro - com moradores e pescadores visando dar informações detalhadas de como deveram ser feitas as obras de ampliação do Porto de Imbituba que poderão "tirar do mapa" a Praia do Porto e a Praia D'água, prejudicando de forma devastadora as praias vizinhas e toda a região no entorno.

No dia 17 de dezembro será lançado no salão paroquial do Bairro Nova Esperança, na Praia do Porto em Imbituba, o vídeo sobre a trilha ecológica Ponta do Catalão, que atravessa todas as praias envolvidas pela ampliação do Porto. 

Contém depoimentos de pescadores, moradores e surfistas com histórias de preservação e o dia a dia de quem vive na comunidade. Conta também, com a participação do maior ícone do surfe local, João Paulo de Abreu, o Passarinho.

Movimento SOS Praia do Porto on facebook, clique aqui.
Postar um comentário