PRIME EM SAQUREMA: EVENTO EM ESPERA PELA NOVA SUBIDA DAS ONDAS

BRASILEIROS EM QUASE TODAS AS BATERIAS DAS OITAVAS

Alex Ribeiro fazendo história no Prime em Saquarema. Foto: ASP/Smorigo.
Depois do instigante início de semana com grandes ondas ‘açoitando’ o litoral brasileiro – principalmente na região sudeste e no sul do Brasil -, que fizeram a cabeça de brasileiros e estrangeiros - que permaneceram no Brasil após a etapa do WCT, no Rio de Janeiro, entre outros que vieram apenas para este evento. -, teve início nesta última terça-feira, na praia de Itaúna, em Saquarema (RJ), a segunda etapa brasileira Prime do Circuito Mundial. O Quiksilver Saquarema Prime 2012 foi abençoado com ondas potentes que impressionaram a todos. Apesar de o mar aos poucos ir baixando, durante os dias seguintes, a consistência foi mantida.

Nesta sexta-feira, os atletas e a organização ganharam uma folga, e esperam que o mar suba novamente neste final de semana. Com o mar, praticamente 'deitado' neste dia, as esperanças de terminar o evento em boas ondas neste final de semana, se baseiam no período entre as ‘vagas’ (entre 10 e 15 segundos) e o vento sul que não deverá soprar com força, com ondas oscilando entre 0,5 e 1 metro de altura.
Willian Cardoso fazendo 'notão' para vencer Flavio Nakagima.
Na água entram em disputa as oitavas-de-final do evento, com sete brasileiros ainda presentes. O Paulista Hizunome Bettero abre as disputas contra o havaiano Sebastien Ziets, e na terceira bateria do dia, o catarinense Jean da Silva tem uma ‘pedreira’ pela frente, o norte americano Kolohe Andino. Na bateria seguinte entra n’água um atleta que vem sendo apontado como a revelação do evento, o paulista Alex Ribeiro contra o Frances Romain Cloitre, enquanto o catarinense Willian Cardoso tenta despachar o ‘afiado’ australiano Matt Wilkinson. Na sexta bateria, o paulista Gabriel Medina, revelação mundial do ano passado, enfrenta a outra revelação deste evento, o local das Ilhas Canárias, Jonathan Gonzalez, que mostrou fluidez e médias altas em todas as baterias que disputou até agora. Um belo confronto da nova geração em águas brasileiras. Na sétima bateria o paulista local de Ubatuba, Wiggolly Dantas, enfrenta o havaiano Keanu Asing. E na última bateria desta oitava-de-final o também ubatubense Filipe Toledo, da novíssima geração, e filho do ex-campeão brasileiro, Ricardo Toledo, tenta despachar o norte americano Nathan Yeomans.

Vale ressaltar que o Brasil é maioria ainda no evento, seguido pela Austrália, com três atletas, EUA e Havaí, com dois, e França e Ilhas Canárias com um surfista de cada país. As chances de um brasileiro levantar o Caneco do Quiksilver Saquarema Prime 2012 são grandes, para assim embolsarem os 40 mil dólares mais os 6500 pontos destinados ao campeão desta etapa Prime do World Tour 2012 da ASP.

Por Eduardo Rosa
Postar um comentário