FISHMEN VOLTA COM FORÇA TOTAL

PIONEIRA BANDA DE IMBITUBA (SC) PREPARA SUA VOLTA AOS PALCOS

Fishmen com nova formação. Da esq. para dir.: Fabrício "Beca" Rosa, Edyr Goulart, Vitor Darcy e Angelo Possenti. Foto:  Fishmen Films

Início da década de 90, e o surfe brasileiro já não engatinhava mais. A galera curtida pelo salitro do mar adjetivava várias bandas, ou mesmo algumas músicas de formações ainda desconhecidas, com um rótulo que até hoje ainda gera muita discussão e acaloradas conversas entre quem entende o mínimo de música e máximo de surfe.

O termo “surf music” nunca foi uma unanimidade entre os “entendidos”, e muitas dessas bandas nem sabiam do sucesso que faziam entre os que deslizavam nas ondas do mar, mas depois viraram hits de outros seguimentos, e firmavam alguns shows atraídos pela velocidade dos fãs, até então, incomuns.

Instrumentos musicais em meio a história. Foto: Fishmen Films

Alguns tentaram “copiar” esta tendência e foram engolidos pela falta de criatividade ou uma batida específica. Outros buscavam seu próprio caminho e apenas tiravam, principalmente, do mar suas inspirações. Mas deixavam claro sua negativa direta com o termo. “Ecleticidade” seria um termo mais acessível para tudo isso. Mas, ninguém duvida que uma surf trip pudesse ser bem diferente sem uma boa “batida” rolando no som do carro.

Dentre um turbilhão de bandas que surgiram no Brasil naquela época, que eram apontadas com o tal “adjetivo”, algumas sobreviveram. E uma delas conseguiu um destaque próprio por fazer boa música que agradava além das fronteiras do mar, em Santa Catarina. A antiga – para os saudosistas - banda Amostra Grátis, que depois virou Amostra e, por fim, a atualíssima Fishmen trouxe outro resgate para os ecléticos do surfe.

Produção do clip em ritmo total. Foto: Fishmen Films.

Destaque nas programações de rádios alternativas – e outras nem tanto – da região sul, e nas palavras de grandes colunistas como Fred D’orey e Luis “Feio” Sala, que na época protagonizavam as melhores colunas de música do meio em grandes revistas de surfe, fizeram sucesso enquanto se desdobravam em shows no eixo Floripa-Porto Alegre. Foi considerada pelo crítico e produtor musical, Carlos Eduardo Miranda, como a grande revelação do surf music nacional.

Influenciados por Midnight Oil, Bill Idol, Slipknot, New Model Army, entre outros, tornaram-se ainda mais conhecidos quando foram a atração musical da festa de entrega de prêmios aos melhores de 1993 do Circuito Brasileiro de Surfe realizado em janeiro durante a primeira etapa brasileira do Circuito Mundial de Surfe, o OP PRO Imbituba 94.

Fabrício Rosa sempre presente na história da Fishmen. Foto: Fishmen Films

E após um breve período fora dos palcos, uma longa troca de integrantes até alcançar o ajuste perfeito, a Fishmen está de volta com a sua “ecleticidade” bem atual. A volta se deu, quando Angelo Possenti, guitarrista da Fishmen, formalizou a gravação de trilhas sonoras para a Mormaii, juntando de vez os integrantes. A parceria com a empresa deu um empurrãozinho para banda voltar a ativa em definitivo.

E acabam de lançar seu mais novo hit, com direito ao resgate de uma antiga atração turística em sua cidade natal, Imbituba, e que está no momento entregue ao tempo. A antiga usina geradora de força que havia virado museu do Porto e da cidade, e que agora está sem “rótulo” algum, virou cenário para gravação de sua volta ao meio com 'Before we call for Help', já disponível em vídeo muito bem compartilhado nas redes sociais.

 

Ao todo estão com 7 músicas recém gravadas e um acervo que marcou época. A formação conta hoje com os remanescentes Angelo Possenti na guitarra e Fabrício Rosa na bateria, Vitor Darcy que há 12 anos assumiu o contrabaixo e Edir Goulart, guitarra e voz, o “caçula” dos Fishmen.

Link para acesso:
Postar um comentário