SLATER VENCE MAIS UMA VEZ NA FRANÇA E PARKINSON ASSUME A LIDERANÇA DO WCT


NA FINAL DANE REYNOLDS SUCUMBE ANTE A VONTADE DE SLATER
Kelly Slater

O norte americano Dane Reynolds, não perdeu nenhuma das bateras que tinha disputado até a grande final. Eliminou, inclusive, o até então líder do ranking, o australiano Mick Fanning, ainda no terceiro round. Mesmo não disputando mais o WCT, após tê-lo abandonado em anos anteriores alegando não se sentir mais a vontade em baterias e que seu negócio mesmo era free surf, mostrou uma força incrível em eliminar seus concorrentes, ajudado pela força e perfeição da onda em Hossegor, na França, onde foi finalizado na madrugada desta sexta-feira – 05/10, horário de Brasília – o Quiksilver Pro France 2012.

Na seminal eliminou o havaiano John John Florense, por uma pequena diferença de 0,10 ponto (15,70 X 15,60), e foi para a final contra seu compatriota, Kelly Slater. Slater parece novamente ter acordado para o circuito já no meio do ano e como já aconteceu tantas vezes, quando ele quer, tudo conspira a seu favor.
O beijo da vitória.

Já o australiano Joel Parkinson poderia sair da França com a liderança, e foi o que aconteceu. Mesmo perdendo para Kelly na semifinal – o mesmo tem três vitórias neste ano, enquanto Parkinson nenhuma -, foi ajudado pela sua regularidade, mesmo sem ter vencido nenhuma etapa do WCT, como seus adversários próximos a ele no ranking. E o maior e mais aguardado duelo entre os dois nesta etapa, ironicamente, não foi a bateria semifinal. E sim, as suas respectivas baterias no penúltimo dia, ainda nas quartas de final.

Joel saiu de sua bateria nas quartas imponente, após fazer a melhor média do evento – 18,83 pontos – sobre o brasileiro Gabriel Medina, que só começou a esboçar uma reação no final da bateria. Sabia ele, que Slater disputaria a bateria seguinte, e o que pareceu era que ele estava colocando certa pressão sobre Slater.
Dane Reynolds

Kelly aceitou a pressão, e mostrou porque é o melhor de todos os tempos contra o australiano Kieren Perrow, e marcou sonoros 19,93 pontos, atualizando a melhor média do evento, recém conquistada por Parkinson. Ambos os seus adversários – Medina e Perrow – ficaram ofuscados por um confronto extra-bateria em plena Hossegor.

Na final, Slater aos 11 minutos já tinha feito a mala de Reynolds com uma nota 7,93 e um 9,93 pontos. Como a maioria dos adversários de Kelly Dane também precisava de um high score para virar a bateria, o que não aconteceu.

O circo da ASP viaja agora para Peniche, Portugal, onde acontece o Rip Curl Pro 2012, de 10 a 21 de outubro.


Resultado do Quiksilver Pro France 2012

1 Kelly Slater (EUA)
2 Dane Reynolds (EUA)
3 Joel Parkinson (Aus)
3 John John Florence (Haw)
5 Miguel Pupo (Bra)
5 Gabriel Medina (Bra)

Ranking do ASP World Tour depois de sete etapas

1 Joel Parkinson (Aus) - 46.200 pontos
2 Kelly Slater (EUA) - 45.450
3 Mick Fanning (Aus) - 43.000
4 John John Florence (Haw) - 39.150
5 Taj Burrow (Aus) - 31.900
6 Adriano de Souza (Bra) - 31.150
7 Owen Wright (Aus) - 27.150
8 Josh Kerr (Aus) - 26.200
9 Gabriel Medina (Bra) - 25.150

Por Eduardo Rosa

Postar um comentário