O’NEILL COLDWATER CLASSIC 2012: APENAS JOEL PARKINSON AVANÇA PARA TERCEIRA FASE


A BRIGA PELO TÍTULO 2012 GANHA CONTORNOS DRAMÁTICOS NO INÍCIO DO EVENTO.

Joel direto na terceira fase. 

O que pode acontecer quando quatro, dos cinco favoritos ao Título Mundial em 2012, perdem suas baterias na primeira fase e são obrigados a disputar a repescagem. E o pior é que já se passaram dois dias de evento paralisado – ou lay day –, em Steamer Lane, Santa Cruz, Califórnia, já que as ondas não estão quebrando para que o O’neill Coldewater Classic continue.

Na disputa pelo caneco deste ano, tantas coisas devem estar passando pela cabeça destes atletas nesta reta final, que o controle emocional deve ser grande para que não percam o foco. E o evento que seria alusivo aos 60 anos de história da marca norte americana fundada por Jack O’Neill, tornou-se, no momento, a principal cereja no bolo para a disputa do Título Mundial deste ano.

Kelly Slater sonha com o título se passar pelo estreante Jason Collins.

E para apimentar ainda mais a situação, apenas o líder do ranking, o australiano Joel Parkinson, que neste momento está mais próximo do título ainda sem vencer nenhum evento, é que se classificou direto para a terceira fase, ao vencer os norte americanos Damien Hobgood e o estreante Jason Collins. Parkinson agora aguarda seu oponente que virá da repescagem e que poderá ser seu compatriota Josh Kerr ou novamente Damien Hobgood.

O norte americano Kelly Slater, que não detém um bom retrospecto contra estreantes nos eventos do World Tour, perdeu na primeira rodada para mais um Wild Card, seu conterrâneo Nat Young, e agora disputa a repescagem do evento contra outro convidado, que venceu as triagens do O’Neill CWC 2012, o norte americano Jason Collins.

JJ Florence tem ainda que se virar com Matt Wilkinson na repescagem  pra depois sonhar em levar  o título para o Hawaii.

O australiano Mick Fanning, em terceiro no ranking mundial, perdeu na primeira fase para o havaiano Dustin Payne, numa disputa apertada de pontos, e também vai disputar a repescagem do evento contra o brasileiro Jadson André. Caso vença Jadson, Fanning terá pela frente o também australiano, Taj Burrow.

Já o havaiano John John Florence, ainda na primeira fase, foi “escovado” pelo brasileiro Heitor Alves e pelo norte americano Patrick Gudauskas. Ainda em quarto no ranking mundial, Florence vai ter que se virar na repescagem contra o australiano Matt Wilkinson, um osso duro de roer e de marcar, caso seja preciso. E depois destas duas batalhas, caso vença Wilkinson, ainda terá pela frente o sul africano Jordy Smith na terceira fase.

Mineiro na briga mas corre por fora na disputa do Título em 2012. 

Adriano de Souza, em quinto no ranking mundial e último candidato ao título deste ano, ainda corre por fora na disputa. Perdeu fácil para o australiano Kai Otton, mas pretende pagar caro por sua passagem pela repescagem contra o australiano Adam Melling. Adriano tem poucas chances e elas estão na derrota um a um de seus oponentes nas fases seguintes e sua ascensão até a final do campeonato. Vencendo sua bateria na repescagem, enfrenta o perigosíssimo australiano Yadin Nicol na terceira rodada.

Assim que o evento recomeçar em Santa Cruz, Califórnia (EUA), o cerco começará a se fechar, ou abrir-se, para Joel Parkinson. Seus oponentes têm paradas duríssimas e com pontos de vistas quase diferentes nas disputas. Mas o que todos estão torcendo mesmo é para que Joel perca antes das quartas de final, pois sabem que a medida que o evento for transcorrendo, o australiano vai crescer ainda mais, pois está totalmente focado no título antecipado em 2012, e o primeiro de sua carreira.

Fanning da cola de mais um título.

Já Joel Parkinson pensa apenas na vitória e conta com toda a “nação” australiana presente no evento para rebater seus adversários diretos nas fases que antecedem a final do O’Neill CWC 2012. O Título Mundial parece nunca ter estado tão disputado por conta de apenas de uma simples vitória.

Por Eduardo Rosa
Postar um comentário