RELÍQUIA DO SURFE BRASILEIRO VIRA DESTAQUE

VÍDEO MOSTRA O MORMAII SURFE 88, UM DOS MAIORES EVENTOS DO SURFE BRASILEIRO, NA PRAIA DA SILVEIRA, EM GAROPABA

Praia do Silveira durante o Mormaii Surf 88. 


Em abril deste ano, foi postado na internet um vídeo com a cobertura feita por uma rede de tv do sul do Brasil sobre o Mormaii Surf 88, considerado um dos eventos mais marcantes do surfe brasileiro até hoje. As ondas, que atingiram cerca 4 metros de altura, ficaram marcadas nas mentes dos melhores surfistas brasileiros da época e por quem esteve presente na praia do Silveira, em Garopaba, SC naquele distante ano de 1988.

Possivelmente Kias de Souza numa das muitas diretas que quebraram durante o Mormaii Surf 88

As imagens ecoaram pelo mundo do surfe, causando frisson geral pelas condições épicas apresentadas em todos os dias do evento. O vento sul que trazia junto o frio, a dificuldade em entrar pelas pedras do Silveira e o tamanho das ondas, tornaram a competição ainda mais disputada, fazendo até alguns desistirem de suas respectivas baterias, por conta das fortes correntes e das enormes massas d'água que quebravam bem próximas ao costão.

Paulinho do Tombo comemorando a vitória com Rodrigo "Monster" Resende e Morongo ao seu lado.

Particularmente, hoje, poderia ter sido um evento adiado ou cancelado, para preservar as vidas dos atletas envolvidos. Mas, não naquela época, e com parte das decisões sendo tomadas junto com Morongo, proprietário da Mormaii e patrocinador do evento, um exímio big rider e conhecedor do pico.


Surfistas que marcaram época como Jorge Pacelli, Rodrigo Resende, Luis Neguinho, Adalvo Argolo, Davi Husadel, Teco Padaratz - ainda bem novo -, Avelino Bastos, Edson Ledo Ronchi - falecido editor da Revista Inside e promotor de eventos -, Cauli Rodrigues, Tinguinha Lima, entre muitos outros, aparecem nas imagens.

Praia do Silveira, em Garopaba, em dia épico.

Numa época em que ainda vigorava o sistema de campeonatos com os Top Sixteens - ou os 16 melhores do ranking - e os back fourteens - os 14 que vinham logo a seguir -, o evento foi marcado com o uso de computadores para gerir as notas. E equipe de tv conseguiu explicar muito bem como funcionava este sistema.

Tinguinha Lima cavando numa bela direita. 

Esta equipe de tv, que fez a cobertura e apresentação do campeonato, também marcou época. O âncora do jornal, Marcos Ouriques e o novato repórter Carlos Eduardo Lino - hoje âncora do Sportv News, no canal a cabo Sportv -, demostravam ótimo conhecimento e desenvoltura para falar de surf, numa época em que a imprensa não especializada pouco entendia deste esporte.
Entrar pelas pedras era uma dificuldade e fez alguns desistirem de suas baterias. 

Por Eduardo Rosa


Postar um comentário