TRICAMPEÃO, TOM CURREM, ETERNIZADO POR SONNY MILLER EM SUA COLEÇÃO

TRI-CAMPEÃO RECEBE UMA DE SUAS MAIORES HOMENAGENS



Vamos elevar um parâmetro aqui. Imagine se o tantas vezes campeão, o floridiano Kelly Slater, houvesse chegado ao Circuito Mundial de Surf, junto com o Tri-Campeão Mundial - e, considerado por muitos o melhor de todos os tempos -, o californiano Tom Currem? 

E que Tom ganhasse seu primeiro titulo, disputando o mesmo com Occy, Tom Carrol e o novato da Flórida. E, que Currem, viesse a repetir isso mais duas vezes como realmente aconteceu. Mas, que o californiano não houvesse pensado em parar logo, e ainda conquistasse mais 2 ou 3 títulos, desbancando a marca do australiano Mark Richards, estabelecendo uma nova meta para os participantes do World Tour? 

Tom Currem e sua cavada antológica. Foto: Reprodução vídeo.

Será que o fenômeno Slater, ainda teria dado continuidade a sua brilhante carreira, e ainda conquistado tantos títulos como o fez?!!! Não poderia responder isso, também. Mas, que o fato de Tom ter parado, serviu e muito para que outros e, inclusive o próprio Slater, se beneficiassem, e que esse rodízio faz bem para o surf mundial, isto muitos não tem dúvida, ainda que continuem a elogiar ano a ano sua performance nas etapas.

O veterano filmemaker, Sonny Miller, eternizou em imagens as primeiras voltas do Tri-Campeão, Tom Currem, em Jeffrey's Bay, na África do Sul, que viraram a cabeça de quem assistiu a série The Search, promovida na época pela marca internacional Rip Curl.



Currem desbravando ondas na Rússia. Foto Reprodução vídeo.

Um dos estilos mais bonitos e a cavada mais contemporânea de sua época, mostrou ao mundo como se faz o melhor e mais perfeito base lip entre todos que o sucederam e os que se inspiram no seu surf. Talvez sua declaração mais polêmica tenha sido a de que o surf se faz na água e não no ar, rebatendo toda a revolução que aconteceria nos anos seguintes, a qual ele também estava a presenciar.




Por essas e muitas outras - e quem pode ver ainda se emociona -, Tom arrebanhou, pelo mundo afora, uma quantidade enorme e silenciosa de fãs que cultuam sua vida, seus estigmas e seu surf, até os dias de hoje. Muitos ainda se impressionam com o que Slater vêm fazendo, mas tem na imagem do mestre californiano, a verdadeira medida de um surfista, nem tão versátil para os dias de hoje, mas completo em qualquer tempo.

Por Eduardo Rosa
Postar um comentário