DUNAS DA RIBANCEIRA, EM IMBITUBA (SC), PODEM ESTAR SERVINDO DE ATERRO EM LAGUNA (SC)

MORADOR DENUNCIA QUE AREIAS DAS DUNAS ESTÃO SENDO LEVADAS PARA ATERRO EM PONTE ESTAIADA, EM LAGUNA


Num depoimento emocionado, morador do bairro Arroio, em Imbituba, por onde caminhões carregados com as areias das dunas da Ribanceira passam todos os dias, fala sobre os prejuízos e os inconvenientes que a mineradora tem causado.

Segundo ele, "das 4 horas da madrugada até as 8 horas da noite", cerca de "100 caminhões, praticamente todos os dias", perturbam o sossego e trazem prejuízos, poeira e lama as suas residencias. E que isso, não é sentido apenas por ele, mas por muitos que lá vivem, e que não trabalham na empresa. 

Os maiores agravantes, denunciados por ele, são a deterioração de um patrimônio ambiental e turístico, e os constantes carregamentos de areia das dunas, feitos, segundo ele, para servirem de aterro na construção da ponte estaiada em Laguna.



Sr. Alvacir, que é natural do bairro Arroio, se emociona ao falar do iminente fim das gigantescas dunas, já que a mineradora pode ter aumentado a quantidade de areia extraída, e sentiu isso pelo aumento no movimento de caminhões em frente a sua residencia.

Como ele, outros moradores também já se prontificaram a falar o que acham desse descaso com o meio ambiente. E, que não entende, quem deu a autorização para isto continuar acontecendo.

A sabedoria e simplicidade em lidar com o tema, deixaram o Sr. Alvacir a vontade para descrever o que, no seu conhecimento, pode ser considerado um crime ambiental, mesmo que a justiça tenha autorizado o seu funcionamento. 

E até deixou recados para os governantes e a justiça: "Foi a natureza que deixou... pra todo mundo ver. Parem, ta na hora de parar!!".


Para participar do grupo que luta pela preservação das dunas da Ribanceira, clique aqui.

Para assinar o abaixo assinado pelas dunas da Ribanceira, clique aqui.

Vídeo sobre as dunas da Ribanceira, clique aqui.

Por Eduardo Rosa
Postar um comentário