MEDINA VENCE PRIMEIRA ETAPA DO WCT E COMEÇA O ANO NA LIDERANÇA

'BRAZILIAN STORM' FAZ HISTÓRIA NOVAMENTE. 
QUASE UMA FINAL BRASILEIRA


Na madrugada desta segunda para terça feira - 10 para 11 de março -, o Brasil deu um passo importante e grandioso, na busca do primeiro Título Mundial de Surf. Desta vez, os atletas brasileiros, que disputam o WCT - World Championship Tour - 2014, povoaram todas as fases do Quiksilver Pro Gold Cost, primeira etapa do Circuito Mundial 2014.


A partir da quarta rodada, três brasileiros permaneciam no evento, e não deram trégua para algumas da principais estrelas do World Tour. Kelly Slater, Mick Fanning e Joel Parkinson foram, aos poucos, caindo diante de parte dos 'Brazilian Storm', ou 'Tempestade Brasileira', como está sendo chamada a trope tupiniquim que vem assombrando o mundo do surf nos últimos anos. 

Joel Parkinson rasgando forte. 

Adriano de Souza, o Mineirinho, começou a 'fazer fila', ainda no quarto round, mandando para a repescagem, de uma só vez, o norte americano Kelly Slater e o australiano Taj Burrow. Mineiro encontrou Slater, nas quartas de final novamente, e confirmou seu favoritismo, despachando de vez o 'tantas vezes' campeão, sem piedade. 

Já na semifinal, Mineiro não achou as ondas certas, e foi derrotado pelo surfista local de Snapper Rocks, o australiano Joel Parkinson. Mesmo assim, deu um importante passo para seu tão sonhado Título Mundial novamente.

Adriano de Souza chegou até a semifinal.

Já Miguel Pupo, não conseguiu repetir sua performance do início do evento, e ficou nas quartas de final, perdendo também, para o vice campeão da etapa, Joel Parkinson. Mesmo assim, esta quinta colocação em Snapper Rocks, o coloca entre os sete melhores do Mundial deste ano.

A grande final entre Gabriel Medina e o Campeão Mundial de 2012, Joel Parkinson, não poderia ser diferente, jorrando emoção até o último minuto, quando Gabriel Medina conseguiu uma virada histórica nos segundos finais de bateria. 

Jadson André também surfou muito e voltou acima da média em 2014.

Joel pouco pode fazer, quando viu sua nota 9,00, conseguida ainda no início da bateria, e um 7,27 pontos, ser esmagada pelas duas excelentes ondas de Medina, um 8,50 e um 7,83 pontos.

Na verdade a vitória de Medina de virada, foi apertada no somatório de pontos: 16,33 pontos, contra 16,27 pontos, obtidos por Joel. Ainda assim, Medina custou a acreditar que tinha conseguido tal feito, quando ainda saía da água. 

Alejo Muniz mais uma vez não deu sorte, mas mostrou que este ano pode ser o seu.
Chorou copiosamente, rezou sozinho por alguns segundos, e partiu para a comemoração. Começa o ano líder do World Tour, e essa vitória está sendo considerada a primeira de um atleta gooffy footer- que surf com o pé direito na frente da prancha - na história desta etapa.

No palanque, Medina dominou as ações também, após receber o troféu, e declarou: “Estou muito feliz por começar o ano com vitória. Eu trabalhei muito duro para me recuperar da contusão que tive em dezembro, para poder estar aqui participando desta primeira etapa. Eu tive baterias muito difíceis hoje e o Joel é um surfista fantástico. Ele começou bem a bateria, mas tentei fazer o meu melhor e quase nem acredito que consegui vencer esse campeonato”.

Momentos de Gabriel Medina em Snapper Rocks.
Resultado Quiksilver Pro Gold Coast 2014:

1º Gabriel Medina (Bra)
2º Joel Parkinson (Aus)
3º Taj Burrow (Aus)
3º Adriano de Souza (Bra)
5º C.J. Hobgood (EUA)
5º Mick Fanning (Aus)
5º Kelly Slater (EUA)
5º Miguel Pupo (Bra)
9º Fred Patacchia (Haw)
9º Mitch Crews (Aus)
9º Nat Young (EUA)
9º Josh Kerr (Aus)
Postar um comentário