CAIXAS D'ÁGUA, EM IMBITUBA, NO CAMINHO DA PRESERVAÇÃO

TRILHA ESTAVA SENDO DESCARACTERIZADA POR EMPRESA

Trilha que dá acesso a Caixa d´Água não pode mais ser tocada. Foto: PMI.
Após Ação Civil Pública - ACP - movida pela Prefeitura de Imbituba, a juíza da 2ª vara da Comarca de Imbituba, Taynara Goessel, decidiu que a empresa Emacobras deve cessar a destruição e supressão da vegetação no local e ainda colocar quatro placas identificando que as áreas estão sub judice, visando a conscientização da população sobre a preservação.



Com isso a Prefeitura dá o primeiro passo para a conservação efetiva do local, que atrai moradores e visitantes há dezenas de anos pela sua beleza e preservação. Na primeira metade do Século passado, elas forneciam água para a cidade de Imbituba.


Após este período, ficaram abandonadas e serviam de lazer para um seleto grupo de pessoas que conheciam o local. Ao se tornarem conhecidas, a partir da década de 70 e 80, imbitubenses iam, principalmente durante o verão, para se divertir.

Assim como as dunas da Ribanceira, as Caixas d'Água também devem ser Tombadas e transformadas em Patrimônio Natural da cidade. A notícia já foi confirmada pela Secretaria de Cultura de Imbituba. Assim, dois dos principais patrimônios da cidade estão a caminho da preservação permanente.

Caixas d'Água, em Imbituba, devem estar preservadas permanentemente nos próximos anos. Foto: PMI
A história e a grandeza destes dois locais, só podem ser medidas pelo amor que os imbitubenses tem pelo local. A notícia da descaracterização do local caiu como uma bomba, ainda ano passado. 

A queda de braço pelo local, entre a Prefeitura e a Emacobras, ainda deve durar mais algum tempo. Mas se depender do desejo dos imbitubenses, elas já deveriam estar intocadas há muito tempo.
Postar um comentário