OBRAS DA PONTE ESTAIADA EM LAGUNA, PODEM ESTAR EM RISCO

SOS DUNAS DA RIBANCEIRA INFORMA TER ALERTADO, 
AINDA EM 2013. 


Segundo publicação do jornal, foto foi enviada por leitor. 

Na edição do último dia 14 de março, o jornal Diário do Sul, de Tubarão, ao sul de Santa Catarina, trouxe estampada uma foto enviada por um leitor de um pilar da ponte no canal de Laranjeiras, em Laguna, que está em fase final de construção, aparentemente deteriorado.




Ainda em 2013, o movimento SOS dunas da Ribanceira trouxe ao conhecimento público, denúncia apresentada por um morador do bairro Arroio, em Imbituba, - em destaque abaixo pelo SURFEMAIS - sobre a retirada de areia das dunas da Ribanceira por uma mineradora, e que estariam servindo também, de aterro na que é considerada a maior obra do Governo Federal, a ponte Anita Garibaldi, em Laguna.


O mesmo jornal questionou na época o DNIT - Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes -, sobre esta denúncia, e a única resposta que recebeu do diretor geral da obra foi a de que "...todas as empresas que atuam nesta obra, possuem todas as licenças ambientais em dia".

Sr. Alvacírio Machado, denunciou ainda em 2013, que a areia das dunas da Ribanceira, era levada para servir de aterro na ponte em Laguna. Foto/Reprodução: Eduardo Rosa

Segundo o SOS Dunas da Ribanceira em comunicado pelas redes sociais, "O movimento não se deu por satisfeito e emitiu vários alertas sobre esta possibilidade, de carradas de areia 'in natura' e 'salitradas' das dunas da Ribanceira, em Imbituba, pudessem estarem sendo usadas como aterro, e quem sabe, algo mais naquela obra".

Ainda segundo nota do SOS dunas, "ao receber esta notícia, publicada no mesmo jornal e que tentou levar a denúncia feita pelo SOS Dunas na época, sentimo-nos na obrigação novamente de refazer este alerta, principalmente ao DNIT, que pouco fez ou pouco está fazendo para averiguar esta séria informação".

"Chegamos a estipular um prazo de 10 ou 15 anos para que problemas como esse, pudessem vir a aparecer na estrutura desta ponte. Mas, infelizmente, parece já estar acontecendo bem antes deste prazo", alertou o movimento.



Postar um comentário