ASI: ANTIGO SONHO COMEÇA A SAIR DO PAPEL

NOVA SEDE DA ASSOCIAÇÃO DE SURF DE IMBITUBA RECEBE 'PEDRA FUNDAMENTAL'

Chegada do Contêiner que fará parte da estrutura da nova sede da ASI, recebida com festa por quem estava em terra e quem estava no mar surfando. Foto: ASI/Divulgação.
Um antigo sonho da Associação de Surf Imbitubense começa a sair do papel neste fim de semana. Nesta sexta feira (08/05) o primeiro passo para instalação definitiva da nova sede da ASI - Associação de Surf Imbitubense - foi dado com a colocação do primeiro contêiner que servirá de base para o complemento das futuras instalações. 


Na verdade, esta empreitada teve início quando a Prefeitura Municipal de Imbituba fez a sessão oficial em comodato do terreno em uma área não operacional da Companhia Docas de Imbituba, no canto da praia da Vila, em Imbituba. Desde então, todas as possibilidade foram abertas para a ASI implantar um antigo sonho.

A fachada frontal do Centro Técnico e Administrativo da ASI que recebeu a pedra fundamental nesta última sexta feira. Foto/Arte: ASI/Divulgação.

Além terreno, e do primeiro contêiner, um belo projeto foi detalhadamente pensado e planejado para que a futura nova sede tenha, além de conforto para quem irá utiliza-la, acessibilidade e disposição, de acordo com a legislação e sustentabilidade dentro das normais legais de uso nacional e internacional.

O 'Centro Técnico de Surf, Espaço Saúde e Infantil' da ASI será construído no canto norte da Praia da Vila, em Imbituba, e será praticamente composto de alimentação por energia solar, além de não possuir ou necessitar de fossas sépticas, com o uso de banheiros químicos. Além disso, já está devidamente aprovada pelo ICMBiO, IBAMA e Ministério do Meio Ambiente, e atualmente, em fase de aprovação junto a União Federal.


Um antigo sonho da ASI e dos surfistas de Imbituba, a nova sede e toda a estrutura que será montada, vai tornar possível a proteção ambiental de todo o canto da praia da Vila. Foto/Arte: ASI/Divulgação.

Histórico da Área:

* 2003 - CAPI - Deliberação nº 003/2003 de 24 de abril de 2003. Dispõe sobre a: Aprovação da inclusão no Plano de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ) do Porto Organizado de Imbituba de Áreas Portuárias Não Operacionais para fins Culturais, Recreativos e Comerciais;

* 2006 - Lei Ordinária 2898/2006 de 17/05/2006 - Autoriza o Poder Executivo Municipal a firmar contrato de comodato de terrenos Não Operacionais com a Autoridade Portuária de Imbituba para urbanização do Canto da Praia da Vila e a implantação do Projeto da Trilha Ecológica do Farol no Morro de Imbituba;

* 2007 - Decreto de 17 de janeiro de 2007 institui o Porto Organizado de Imbituba – S. C;

* 2011 - Lei Ordinária 3879/2011 de 05/04/2011 - Autoriza o Poder Executivo Municipal a anuir ao Contrato de Comodato a ser firmado pela ASI – Associação de Surf de Imbituba com a Autoridade Portuária de Imbituba;

* 2011 - Contrato de Cessão de Direito Real de Uso de Área de terrenos Não Operacionais entre a ASI – Associação de Surf de Imbituba e a Autoridade Portuária em 04 de junho de 2011 e inscrição no Registro de Imóveis Patrimonial da União na Delegacia do Estado de Santa Catarina sob o nº 81430000068-60.


Visualizações de áreas de instalações da futura sede da ASI no canto da praia da Vila, em Imbituba. Foto/Arte: ASI/Divulgação.

Principais Objetivos do Projeto: 

* Esporte - Promover a prática de esporte através do surf, interferência positiva na construção do atleta, na formação de Técnicos em Surf e profissões afins e a eles educando, instruindo, orientando e oferecendo oportunidades para o desenvolvimento pessoal e profissional;

* Econômico - Potencializar nos atletas “a superação de desafios” no esporte, nas competições estaduais, nacionais e internacionais e para a vida pessoal e profissional; elevando o nível turístico da cidade e divulgando-a cada vez mais como uma “Surf City”;

* Ambiental - Consolidar a educação e os cuidados ambientais, usufruindo de forma sustentável do meio ambiente e auxiliando na preservação do mesmo com ações diretas e/ou nas orientações a comunidade;

* Social – Compartilhar com a sociedade de forma ampla e gratuita os objetivos a serem alcançados e fomentar o comércio e as indústrias ligadas ao surf, na área de saúde voltada ao esporte, ao turismo e participando da economia no geral e contribuindo assim para o PIB do Município.


Visão Geral lateral da área da nova sede da ASI no canto da Praia da Vila. Foto/Arte: ASI/Divulgação.

Subdivisão do Projeto:

1 – Centro Técnico de Surf / Espaço Multi Uso;
2 – Espaço Saúde e Infantil;
3 – Melhorar a acessibilidade;
4 – Trilha Ecológica do Farol;
5 – Orientação, Recuperação e Preservação Ambiental;
6 – Eventos esportivos, de saúde, ambientais e culturais;
7 – Coleta e gestão dos resíduos gerados pela demanda turística e local;
8 – Manutenção Técnica, Pedagógica, Administrativa e da Infraestrutura do projeto.
Postar um comentário