IMBITUBA ATENDE AOS PEDIDOS E INVERNO FINALMENTE COMEÇOU

PRAIA DA VILA QUEBRA DE GALA EM PLENA TERÇA FEIRA


Marcelo Fortunato, ou Marcelinho apenas, descendo mais um bomba nesta terça feira, em Imbituba. Foto: Lenício Jr.

Enquanto as finais aconteciam em Teahupoo, Tahiti, na última terça feira (25), durante a 7ª Etapa do Mundial WSL, o Billabong Pro Tahiti, e o mundo do surf acompanhava o ressurgimento de Gabriel Medina, em seu melhor resultado numa etapa em 2015, a praia da Vila, em Imbituba (SC), recebia um dos melhores swells do ano.

(Para ver mais fotos deste swell, clique aqui.)

Em Teahupoo, em que o francês Jeremy Flores venceu o brasileiro numa final com poucas ondas, em um evento terminado as pressas por conta da janela de espera ter ficado apertada, pois a relativa 'falta de ótimas ondas', durante os longos doze dias de evento, ainda que nelas, qualquer surfista que não dispute competições internacionais, teria feito a cabeça, a 'Vilinha' mostrou que páreo pra qualquer pico internacional que se preze.


Praia da Vila, Imbituba, quebrando de gala nesta última terça feira. Foto: Lenício Jr.
Nesta época do ano, a incidência do forte vento nordeste - ou 'nordestão', como é chamado pelos locais -, ocorreu com persistência nas últimas semanas em Imbituba. Durante semanas, o esporte mais praticado na região foi o Kite Surf, bem como o Wind Surf. Mas, nesta semana, o ar frio voltou, após dias de verão, fazendo os ventos soprarem em várias direções durante os últimos dias.

E quando as condições mudam dessa forma, pode esperar que as 'bombas' vão chegar. O fotografo Lenício Júnior, que também deixou de curtir as finais em Teahupoo, para clicar o forte swell que explodiu com potência na praia da Vila, não errou na escolha. 


S.N.I. botando pra baixo na Vila. Foto: Lenício Jr.


Enquanto Medina se encaminhava para final, lá no Tahiti, ainda no round 4, aqui em Imbituba, locais faziam a cabeça, junto alguns outros visitantes, além das baleias francas, é claro! A força e a velocidade da ondulação, aliado ao mediano vento nordeste/norte, que soprava neste dia, deixava até algumas gunzeiras para trás das ondas, junto com as cabeleiras das ondas.
Postar um comentário