‘PRAIA SEM BITUCA’, NA PRAIA DO ROSA, RECOLHE QUASE 60 MIL BITUCAS

BITUCAS SERÃO UTILIZADAS COMO CARVÃO PARA PRODUÇÃO DE CIMENTO


A contagem saiu após o primeiro recolhimento feito pela empresa responsável de Porto Alegre (RS), onde o projeto teve seu início, com o ‘Poa Sem Bituca’. 15.800 bitucas foram recolhidas, em aproximadamente 15 dias de armazenamento, nas ‘bituqueiras’ instaladas na praia do Rosa, e outras instaladas no Centrinho do Rosa, em Imbituba.

O projeto já vai ganhando conotação nacional, impresso em alguns veículos de comunicação, que reconhecem o projeto, e já consideram a praia do Rosa como a praia mais limpa do Brasil, devido as limpezas que ocorreram antes e durante o verão. 

Um dos responsáveis pelo projeto, Flavio Costa Leite, proprietário da Eco Prática, reconhece o sucesso imediato do projeto na praia do Rosa, e comenta sobre o destino que será dado as bitucas, na substituição de carvão para a produção de cimento e cerâmica, processo já altamente desenvolvido principalmente em países europeus e no Japão.
Postar um comentário