VÍDEO: ENTREVISTA COM A FAMÍLIA BARCELOS

'NORDESTÃO IMBITUBENSE: LEO E VINI BARCELOS A CAMINHO DE MAIS VITÓRIAS.


Família Barcelos: Marcelo, Vini, Leo e Cida. Foto: Eduardo Rosa.

O Título conquistado por Leonardo Barcelos, de campeão Mirim (até 16 anos) do Rip Curl Grom Search Brasil 2016, é apenas parte de um trabalho de dedicação e muita união de uma família que aposta não apenas na trajetória vitoriosa de Leo e seu irmão Vinicius Barcelos, os Barcelo's Brothers, mas na construção de uma família norteada pela educação e disciplina, que envolve a correria do dia a dia, com estudos, trabalhos, treinos e campeonatos em vários cantos do litoral brasileiro.

Todo esse envolvimento direto na vida competitiva dos filhos, mais o apoio técnico profissional que eles vêm recebendo, não poderia resultar em outra coisa a não ser vitórias e orgulho. Cada um do seu jeito, a família Barcelos vai ganhando notoriedade através dos anos, e, ainda que a felicidade de todos esteja nas competições, a formação estudantil e de caráter são os principais objetivos deles.

O entendimento dessa formula vitoriosa é o exemplo deixado pelo Campeão Mundial de Surf Profissional em 2014, Gabriel Medina, que traduzia através de sua família as vitórias e os contratempos dessa corrida louca atrás de campeonatos mundo afora. 


Há alguns anos atras, algumas vitórias em campeonatos em Imbituba e pelo estado, já davam mostras do futuro desses moleques, mas ainda não davam certeza que a caminhada seria campeã. Por isso a escola sempre esteve em primeiro plano. 

De 2015 pra cá, uma arrancada monstruosa promovida pelos dois melhores atletas na atualidade em Imbituba e SC, integrantes do momento 'Nordestão Imbitubense', mostrou que todo o esforço valeu a pena. Mas ainda assim, os estudos vão continuar aliados aos treinos e as vitórias. Como no surf tudo é meio incerto, o futuro deles, seja do jeito que for, está garantido. 

E o orgulho dos pais é ainda maior, quando vêem a resposta dentro e fora d'água. A responsabilidade está sempre em primeiro lugar, como devera ser. E Imbituba pode se preparar, pois em alguns anos poderemos ter o primeiro representante nativo da Zimba nas maiores competições mundiais de surfe, ao lado de Medinas, Mineiros e Toledos, entre outros, fazendo frente as maiores potências do surf mundial.
Postar um comentário