NORDESTÃO IMBITUBENSE: ANDERSON JÚNIOR AVANÇA NO HAWAII

IMBITUBENSE CHEGA AO ROUND 3 E ESTÁ PRÓXIMO DA FINAL

Anderson Jr. rasgando forte em Ala Moana durante o Rip Curl Grom Search Internacional. Foto: Rip Curl. 

Um dia para ficar marcado na história do surf imbitubense. Anderson Júnior, que chegou ao Havaí uma semana antes do início do Rip Curl Grom Search Internacional 2016, na praia de Ala Moana, Honolulu, aproveitou para treinar e se concentrar para a grande disputa que o aguardava. 


Juninho, como é conhecido, estreou na competição nesta última terça feira (03), que conta com a participação de nove países e 16 atletas, e foi derrotado pelo norte americano Nolan Rapoza na primeira fase. Na fase seguinte, uma repescagem, Juninho venceu em sua segunda participação o local havaiano Wyatt McHale e está na terceira fase do evento. 

Anderson Júnior junto com atletas de outros países, o havaiano Mason Ho Top do WSL - de camisa verde logo a frente de Juninho - e ao lado da carioca Luara Thompson na apresentação dos competidores. Foto: Anderson Martins.

Anderson Jr. enfrenta nesta sexta feira (06), último dia da janela do evento, segundo os organizadores do Grom Search Internacional, o norte americano Nolan Rapoza e o sul africano Kobe Oberholzer. Se vencer, Juninho estará na semifinal do evento.

A torcida em sua cidade natal e pelo litoral catarinense tem sido grande para Juninho trazer o caneco deste evento internacional para casa, mas as reclamações tem sido intensas também nas redes sociais, já que o evento não está sendo transmitido por nenhum canal de comunicação ou mídia eletrônica, como acontece em outros grandes eventos pelo mundo.  




Nesta quarta e quinta feira (04 e 05) os atletas tiram folga do evento, mas participam de sessões de surf em locais pré-determinados pela organização do evento em que fotos e vídeos serão produzidos com os atletas. 

Anderson Martins, pai de Juninho, que viajou para acompanhar o filho, comenta que o filho tem estado focado e determinado, e que "Juninho fazia um treino técnico antes de entrar na água, principalmente de back site que é o que rola nesta praia."

Juninho em frente a estátua de Duke Kahanamoku, havaiano símbolo mundial do esporte. Foto: Anderson Martins. 

Para fugir um pouco da rotina dos treinos e do intenso crowd na água, os dois têm visitado locais históricos no Hawaii. "Fomos em Wakiki, batemos foto na estátua de Duque Kahanamoku, um símbolo do surf aqui", comenta Anderson Martins. 


Anderson Jr. conta está com patrocínio e apoio da Vida Marinha, Silverbay através do Tales Andrade, Tokoro Surfboards Brasil, Gota Surf, Fu Wax, Protetor Brazinco, Eduardo de Bona que cuida da minha parte física, Proesporte, Map Técnica que me dá técnicas sobre surf e a Associação de Surf Imbitubense."
Postar um comentário