O MARACANÃ DO SURF BRASILEIRO DIZ 'NÃO' AOS GRANEIS LÍQUIDOS

MOVIMENTO FORA CATALLINI FAZ USO DA TRIBUNA DA CÂMARA DE VEREADORES PARA CONSCIENTIZAR POPULAÇÃO

Convite para a Sessão da Câmara de Vereadores de Imbituba, com o uso da Tribuna pelo Movimento Fora Cattalini. 


Hoje a noite, às 19h:30min, na Câmara de Vereadores de Imbituba, a cidade passará por mais um capítulo na longa história envolvendo a possível implantação de uma fabrica de armazenamento de granéis líquidos. O Fora CaTtalini irá ocupar a Tribuna da Câmara de Vereadores da cidade para expor e esclarecer todos os pontos negativos desta possível instalação.

Antes mesmo do projeto sair do papel, a comunidade atenta, se uniu em torno da defesa de todo rico patrimônio ambiental, turístico e cultural, e a certeza que "há outras formas de buscar o desenvolvimento social e econômico sem agredir de forma direta ou indiretamente nossas belezas naturais e a saúde de nossa população, ou mesmo coloca-la em eminente perigo, já visto e conhecido o potencial risco que um empreendimento como este pode trazer a nossa cidade", segundo Michel Nogueira Rebelo, um dos líderes do movimento. 

Ainda segundo Michel, "É justo sim, questionar para proteger e preservar nosso futuro, afinal faremos parte dele, assim como nossos filhos, netos e nossos visitantes. A união da comunidade tem relevância e peso nas futuras tomadas de decisões, e como todos sabem, a concretização sobre esta decisão do Governo do Estado, ainda é vigente e esquivada da opinião pública".


Participantes da 'Pedalada Fora Cattalini' reunidos em frente a Ilha Santana de Fora, na praia da Vila, em Imbituba. Foto Eduardo Rosa.

A proposta para instalação deste depósito de graneis líquidos, como combustíveis e produtos químicos altamente inflamáveis e perigosos, pode ocorrer nas proximidades da praia da Vila e da praia do Porto, no centro de Imbituba. Mas, caso um acidente ocorra, toda a orla de Imbituba a Garopaba poderá ser afetada. 

Por isso, o Fora Cattalini marcará mais uma vez essa história em Imbituba trazendo pra si e para os novos administradores municipais, a responsabilidade sobre a futuro proposto, a partir de agora, por quem realmente se preocupa de forma clara e transparente. 

Exemplos de acidentes ocorridos em Santos e Paranaguá são apresentados para a comunidade de Imbituba, como forma de conscientização e elucidação sobre o grave risco que sua implantação poderá trazer para a cidade e sua população, bem como para as praias de Imbituba que tem no turismo uma das principais fontes de renda, e o surf como carro chefe após receber o Mundial de Surf WSL por anos na última década. 

Conselho de Turismo de Imbituba recebe o Movimento 'Fora Cattalini' e o Prefeito eleito, Rosenvaldo Júnior, em sua reunião mensal na Prefeitura de Imbituba. Foto Arquivo Fora Cattalini.

"Imbituba viveu anos de pesadelo com a extinta ICC, e precisa saber que um punhado de empregos não trará segurança ou saúde para todos, e que sua população não é mais alienada ou mal informada. O Fora Catallini não veio para atender às amarras políticas que se propõe para nossa cidade há anos", conta Jaison Pacheco, ex-presidente da Associação de Surf Imbitubense, e atual vice-presidente da entidade. 

E, segundo os responsáveis pelo Fora Cattalini, suas atuações não serão restritas ao âmbito deste problema. O Plano Diretor, os projetos de saneamento, a fiscalização, as ações imediatas e coerentes, agora fazem parte do foco principal, já que são definidas de forma aleatória, e nem sempre com a concordância de todos, para com o futuro de Imbituba. Todos convidados, então, hoje a noite, às 19h30min, na Câmara de Vereadores a colaborar com o futuro de nossa querida Zimba, antes, que alguém faça isso.
Postar um comentário