SURF IMBITUBENSE DE LUTO

WALTER 'TATE' TAVARES: NO MAR E NO AR A LENDA AINDA VIVE

Uma das fotos mais marcantes do surf imbitubense. Tate despencando num onda respeitosa na praia da Vila, em Imbituba, na década de 80. Foto: Arquivo Pessoal. 


Um dos maiores surfistas de Imbituba, que passou boa parte de sua vida ligado ao esporte que lhe tornou uma referência no meio do surf na cidade que tanto amava. Atravessou gerações com sua disposição, descontração e irreverência deixando todos impressionados com sua genialidade dentro e também fora d'água. 



Walter Tavares, mais conhecido no meio do surf e seus amigos como 'Tate', faleceu aos 52 anos de idade na tarde desta segunda feira (06), em Imbituba, segundo informações, vítima de um infarte fulminante. Conseguiu compor uma das histórias mais completas no meio do surf imbitubense. 


Recentemente Tate - primeiro da direita da a esquerda - estava voltado a surfar. E que retorno.  Foto: Arquivo Pessoal.


Tate foi um dos maiores e mais atirados big riders da região - surfista de ondas grandes -, além disso, criou a Aerial Surf e Acessórios, e a tornou uma das maiores e mais lendárias marcas de acessórios para surfe de Imbituba e de Santa Catarina, a qual funcionou na garagem de sua casa desde o final da década de 70 até início dos anos 90. 

Foi o responsável pela inovação nos desenhos de produtos e utilização de diferentes materiais para a produção de artigos para surf e moda praia, como, cordinhas, capas de prancha e morey, mochilas, fitas para rack de prancha e mais uma enormidade de itens que atenderam 9 em cada 10 surfistas em Imbituba e região nas décadas de 80 e 90. 

Ian Tavares - ao centro -, um dos melhores surfistas de Imbituba, junto com seu pai Tate e Adriane Hipólito sua mãe, durante o Pro Jr. que ocorreu em Imbituba. Foto: Eduardo Rosa.

Sobre qualidade e a durabilidade dos produtos Aerial, fabricados por Tate, a grande maioria feitos a mão, duravam década. Hoje ainda, é capaz de se encontrar algum produto fabricado por ele. Alem disso, durante anos produziu uma serie de itens para empresa Mormaii, de Garopaba. Mais recentemente, Tate resolveu a produzir birutas, bandeiras e balões promocionais, após alguns anos afastado da produção. 

Walter Tavares vinha na ultima década se recuperando de um problema físico que o mantinha longe do mar, algo impensável para qualquer surfista,  e estava em vias de voltar ao surfe, sendo que, algumas quedas já vinham ocorrendo com freqüência. Também havia voltado a voar de parapente recentemente, algo que fez por anos quando mais novo. 

Tate voltou ao surf e a voar. Foto: Arquivo Pessoal. 

Nesta última segunda feira, Tate se preparava para saltar do mirante da praia do Porto, em Imbituba, logo após seus colegas de voo, Paulinho Freitas e Elton Luz, já terem decolado, quando sofreu um mal súbito. Paulinho e Elton, quando avistaram Tate caído no chão, retornaram e tentaram reanima-lo, até a ambulância do SAMU chegar ao local e leva-lo ao hospital, mas não resistiu ao infarto fulminante, segundo informações.  

Tate estava sempre feliz e de bem com a vida, mas também era uma pessoa altamente preocupada com os destinos que Imbituba vinha tomando nos últimos anos. Apoiava as causas ambientas e fazia questão de ter uma vida liga a natureza.

O velório de Tate acontece na capela da Funerária São Paulo, do Mazinho, no bairro Paes Leme, próximo ao Hospital São Camilo, em Imbituba. O enterro ocorrerá as 16:00, saindo da capela. 
Postar um comentário