DOCUMENTÁRIO: PESCA ARTESANAL DA TAINHA EM IBIRAQUERA

VÍDEO LANÇADO EM IMBITUBA POUCO ANTES DO INÍCIO DA TEMPORADA DA TAINHA MOSTRA O DIA A DIA DE UMA CULTURA CENTENÁRIA 




Lançado pouco antes do início da temporada da tainha, o documentário 'A Pesca Artesanal da Tainha de Ibiraquera', filmado e produzido por Claudio Moreira Lima, tem pouco mais de 23 minutos, e mostra a história, o lanço e o futuro da pesca artesanal da tainha na região de Ibiraquera, em Imbituba. O registro material e imaterial de gerações que tinham como atividade principal a pesca.

Nos dias de hoje, com o aumento da pesca predatória, o pescado que chega nas redes dos pescadores artesanais pode estar com os dias contados e, consequentemente, isso tem grande reflexo na tradição local. 

Reflexo também na prática do surf na região, já que o pescado, apesar de ter voltado a crescer nas últimas três temporadas, dadas as restrições e na diminuição nas autorizações para pescas embarcadas e industriais implementadas através de projetos e estudos feitos pelo Ministério do Meio Ambiente - MMA -, ainda continua afetando diretamente o prática do esporte e trazendo desentendimentos em diversas praias.

Vale muito a reflexão, já que a história tem por fim, mostrar o cotidiano dos pescadores durante a safra de 2016, e registrar esta, que pode ser a última geração a dedicar tempo integral á pesca, durante os 60 dias que integram a temporada da pesca da tainha no litoral catarinense.

O projeto foi realizado pela Morlima Filmes, junto com o Governo de Imbituba, através da Secretaria de Esporte, Turismo e Cultura - SETEC -, premiado pelo Programa Municipal de Incentivo a Cultura - Procult. Tem como apoiadores o Restaurante Tartaruga, Zequinha Restaurante, Lasca Mineração, Posto Simon, Transleste Transportadora, Fertisanta, Silvestre Praia Hotel, Mercado Guimarães, Live Ibira, Loana Materiais de Construção e JR Petry Stúdio.




Postar um comentário