FECASURF: 'FAKE NEWS' INVADE REDES SOCIAIS NO SUL DO BRASIL

FALSA NOTÍCIA ENVOLVENDO REPRESENTANTES DA FECASURF E ALERTAS POR CONTA DE TUBARÕES COMPARTILHADAS NAS REDES SOCIAIS


Nesta terça feira, uma nota falsa invadiu as redes sociais pelo sul do país. A nota formalizava um pedido falso para que "os surfistas não entrassem no mar nos próximos 20 dias, e que uma averiguação seria feita na temperatura da água", por conta de um suposto ataque de tubarão ocorrido numa praia do estado vizinho, o Rio Grande do Sul. 

Reiginaldo Ferreira: "Pedimos a todos que desconsiderem esta informação"

Reiginaldo Ferreira, presidente da Fecasurf, "A Fecasurf não emitiu nenhuma nota ou comentário neste sentido". Foto: Eduardo Rosa

A nota falsa lançada nas redes sociais, envolvia o nome do Presidente da Federação Catarinense de Surrf (Fecasurf), Reiginaldo Ferreira, e do diretor técnico da entidade no sul do estado, o imbitubense Katz Fernandes. Segundo o Presidente da Fecasurf, "Não há qualquer verdade nesta nota falsa, e fui pego de surpresa nesta manhã com um monte de gente me ligando. É uma inverdade, uma conversa fiada. A Fecasurf não emitiu nenhuma nota ou comentário neste sentido. Pedimos a todos que desconsiderem esta informação". 

Para Katz Fernandes, que também teve seu nome envolvido na nota, "Foi uma brincadeira de muito mal gosto e muito séria. Nem notícia deste suposto ataque se confirmou, imagina pedir pra galera não entrar na água".

O Presidente da Fecasurf ainda ressaltou que "Mesmo sendo algo difícil de conseguir, vamos tentar identificar quem lançou esta informação falsa nas mídias sociais".

A nota falsa lançada nas redes sociais

"ATENÇÃO. NOTICIA URGENTE DA FECASURF

Após o recente ataque de um tubarão a um surfista no Rio Grande do sul, o presidente da FECASURF Reiginaldo Ferreira e Diretor Regional Sul: Katz Sullivan pediram para que os surfistas evitem entrar no mar nos próximos dias.

Uma estranha anomalia na temperatura das águas foi detectada pelo CPTEC o qual emitiu um alerta para a possibilidade de tubarões na costa de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.

A FECASURF não havia se pronunciado para não gerar pânico nos surfistas, porém o pior aconteceu e como você pode ver na notícia, um surfista foi atacado no Rio Grande do Sul.

A FECASURF pediu desculpas públicas e não recomenda que os surfistas entrem nas praias do sul do Brasil nos próximos 20 dias, quando será feita uma nova averiguação da temperatura das águas.

Todo cuidado é pouco. Faça a sua parte e compartilhe essa notícia. Você pode estar salvando uma vida."
Postar um comentário