EXEMPLO: BAR E RESTAURANTE MEXICANO, EM FLORIPA, RUMO AO LIXO ZERO!!

Puerto Escondido Kioski Mexicano caminha para se tornar 100% sustentável, e vira exemplo de mudança de atitude.

Rodrigo 'Kiko' Bungus e o #Floripalivredeplástico, em Florianópolis. Foto: Arquivo Pessoal.

O resultado final foi estabelecido há quase 7 anos, quando o local foi inaugurado. Rodrigo Bungus Ferreira, mais conhecido como Kiko pela galera do surf e dos movimentos ambientais, colocou como meta transformar seu quiosque mexicano em LIXO ZERO, o que, se tudo sair como planejado, pode acontecer ainda nos próximos dois anos. 

"Esperamos fechar o ciclo e nos tornarmos Lixo Zero em 2 anos, uma vez que já conseguimos reduzir nossa produção de lixo pra descarte em aproximadamente 75%", comenta Kiko, que também é fundador do Projeto Frutificar, o qual produz os próprios insumos para semear mudas frutíferas com a separação do lixo em seu restaurante.

"Neutralizamos o carbono de nossas atividades por décadas"

Reconhecimento: Kiko mostra parte de sua 'obra' em Floripa, o Projeto Frutificar, em plena Via Expressa, acesso principal à Capital Catarinense. Primeiro ele plantou as mudas frutíferas e a comunidade se encarregou em transformar o local numa horta. Foto: Arquivo pessoal.

"Primeiro se estabeleceu a separação de todo o lixo reciclável pra coleta seletiva, depois a substituição das lâmpadas tradicionais por lâmpadas de LED. Mais tarde contratamos a NOVO CICLO pra dar o destino a todo o lixo orgânico que produzimos, e com o composto devolvido, fazemos mudas que são usadas pelo Projeto Frutificar pra neutralizar o Carbono de nossas atividades, coisa que com o plantio de mais de 8 mil mudas já neutralizamos o Carbono que produzimos por décadas", explica Kiko.

A caminhada é longa, mas os resultados não tem preço, segundo ele, "Pra alcançar resultados é preciso estabelecer metas e ir cumprindo elas em etapas, passo a passo. Essa é a forma mais eficaz de se chegar a um objetivo. Os desafios, pra quem se compromete com essa causa, ainda são grandes, mas as recompensas são ainda maiores, com a nossa satisfação e a dos clientes sendo algo evidente e que não tem preço".

Chopeira para reduzir cascos, não uso de canudinhos e descartáveis, e água a R$ 1,50 no copo 

Puerto Escondido Kioski Mexicano, no bairro Coqueiros, em Florianópolis. Metas sendo cumpridas e clientes acreditando num futuro ainda melhor. Foto: Arquivo pessoal. 

O Puerto Escondido Kioske Mexicano implantou no decorrer do seu funcionamento a chopeira, que permitiu a queda de 30 a 40% na produção de cascos de cerveja, ao mesmo tempo que houve a substituição de vários descartáveis por material reutilizável. "Em maio desse ano, pra comemorar os 6 anos da casa, nós eliminamos o uso de canudinhos", comemora Kiko.

E segue sua jornada a caminho do LIXO ZERO, "Essa semana acabamos de vez com o uso de descartáveis no restaurante e limitamos seu uso pro Delivery, com o compromisso de usar só embalagens biodegradáveis em breve. Também não vendemos mais água mineral sem gás em garrafa plástica. Agora o cliente paga apenas R$ 1,50 pelo copo de água e se serve quantas vezes quiser".


Kiko - primeiro da esq. para a dir. - junto com integrantes do Projeto Route, e o Vereador Pedrão - 3ª da esq. para a dir. - comemorando o sucesso de suas iniciativas. Foto: Arquivo Pessoal.

A campanha #Floripalivredeplastico, idealizada pela Frente Parlamentar de Combate ao Lixo do Mar, na Câmara de Vereadores de Florianópolis. reverenciou o Puerto Escondido Kioski Mexicano em sua campanha na última semana. Tendo como um dos responsáveis  e Presidente desta inovação no parlamento da Capital do Estado, o Vereador Pedrão - Pedro de Assis Silvestre -, também vinculado ao Projeto Route Brasil desde seu início em Florianópolis.

Economia e reutilização de bens - nem tanto - renováveis

Surfista há décadas, shaper das pranchas Iguana, proprietário do Puerto Escondido Kioski e Restaurante, idealizador do Projeto Frutificar e um dos pioneiros do Projeto Route, além de um dos principais responsáveis atualmente pela associação comunitária do bairro Coqueiros, em Florianópolis, são algumas das credenciais deste guerreiro. Foto: Arquivo Pessoal.  

A preocupação com a economia passa muito perto da reutilização de bens, que hoje em dia, já não são mais tão 'renováveis', segundo Kiko, "Pro ano que vem estabelecemos o uso da água da chuva pra limpeza do espaço e nos vasos dos banheiros, além da instalação de placas fotovoltaicas pra produzirem a energia que consumirmos".

Assim o Puerto Escondido Kioske Mexicano caminha a passos largos para se tornar 100% sustentável, mas não é fácil; "Eu queria fazer dele um exemplo de sustentabilidade, mas como o processo não é fácil, é caro, e não conta com nenhum incentivo governamental, tive que estabelecer metas com prazos mais longos do que eu queria, e ir seguindo os passos lentamente", comenta Kiko sobre sua saga vitoriosa.

"Lembrem-se, mudar o mundo e o que vemos de errado começa por nós mesmos. Que consigamos ter força de vontade e sucesso.", Rodrigo Kiko Bungos.

Consciência: A vontade muito antes do voto e das decisões políticas

Kiko,, protagonizando uma manifestação em Florianópolis sobre o destino dado ao esgoto na Capital Catarinense em 2017. Foto: Arquivo Pessoal. 

Kiko vai ainda mais fundo quando o assunto é conscientização política, e salienta, “Hoje, nós enquanto consumidores temos muito mais poder de transformação do que enquanto eleitores, pois, como eleitores, podemos eleger um político que no legislativo ou na administração pública, não fará nada, ou fará ainda pior do que já é, mas enquanto consumidores temos o poder de nortear os caminhos das indústrias, das empresas e do comércio, determinando pela demanda o rumo do investimento deles".

"Isso já é notado nos supermercados, por exemplo, onde a área de hortifruti orgânicos, é muito maior do que era há poucos anos. Enquanto consumidores, temos o poder de direcionar investimentos, serviços, processos e produtos de forma a não dependermos de decisões políticas ou criação de leis”, finaliza Rodrigo Kiko Bungus Ferreira.


Palestra de Rodrigo 'Kiko' Bungus no TEDx em Lages, em 2016



Biólogo formado na UFSC em 1998 com especialização em Gestão Ambiental Urbana pela UNILIVRE (Curitiba). Rodrigo Ferreira é idealizador e Coordenador do Projeto Frutificar (Plantio de frutíferas em áreas carentes pra geração de renda e melhoria da qualidade de vida). Coordenador de Projetos do Projeto Route de limpeza de praias. Presidente da Pró-Coqueiros (Associação de Moradores de Coqueiros, Florianópolis). Colunista dos sites In Paradise e Viva Coqueiros. Viajante, fotógrafo e cartunista. 

"Dedico-me a solidariedade humana. Ela foi como um sopro de Deus. Hoje trabalho para transformar. Você consegue ser solidário se você se colocar no lugar da outra pessoa. Temos essa obrigação moral com o desenvolvimento da raça humana."
Postar um comentário