PEGADAS SALGADAS: LANÇAMENTO SERÁ SEXTA-FEIRA EM FLORIANÓPOLIS

VÍDEO-DOCUMENTÁRIO MOSTRA COMO A CULTURA DO SURFE AJUDOU A DETERMINAR O PERFIL CULTURAL, SOCIAL E TURÍSTICO DE FLORIANÓPOLIS




Um dos filmes mais aguardados em Santa Catarina, já estréia premiado. A Federação Catarinense de de Cultura já o elegeu como melhor documentário no Edital Catarinense de Cinema FCC/2009. Sua mais recente apresentação foi em Portugal, no Surf At Lisbon Film Fest (SAL), uma das maiores mostras de filmes de surfe, dividindo o "pano" do telão com outras grandes produções, entre elas, A Deeper Shade of Blue, do premiado diretor Jack McCoy.

Sob a direção, roteiro e produção de Luciano Burin, a obra será apresentada nesta sexta-feira, as 21 horas, durante o 16º FAM 2012 - Festival Audio Visual do Mercosul - no Centro de Eventos da UFSC, em Florianópolis, com entrada gratuita. 
O paraibano Fábinho Gouveia presente na Ilha há vários anos. Foto:  Surf & Cult/ Divulgação.
Mais do que falar de surf e das belezas naturais de Floripa, as gravações contemplaram a captação de imagens de alguns personagens nas principais locações da Ilha de Santa Catarina. Segundo Burin, "tive a valiosa oportunidade de entrevistar 25 personalidades que construíram suas vidas em torno do surfe em Floripa. Também reunir os desbravadores do surfe profissional moderno, Fábio Gouveia e Teco Padaratz, em uma mesma sessão de surfe é sem dúvidas um privilégio"

Várias personalidades foram convidadas das diversas atividades profissionais e de lazer ligadas a cultura e a industria do surfe de Florianópolis, entre eles, Basílio Bosque Ruy, Avelino Bastos, Fernando "Marreco" Moniz, Machucho, Maurio Borges, Xandi Fontes, Binho Nunes, Flávio Vidgal, só para citar alguns.
Os pioneiros cariocas Rochinha, Marreco e Flávio Vidigal. Foto: Surf & Cult/divulgação
Para Maurio Borges, surf repórter e promotor de eventos, "Pegadas Salgadas nos faz viajar no tempo e proporciona conhecer um pouco mais como tudo começou aqui do outro lado das pontes... É um cutback perfeito!! Principalmente quando vai na essência dos fatos, nos sentimentos de cada personagem retratado e nas transformações que a cidade de Florianópolis sofreu nessas últimas décadas".

Para Avelino Bastos, shaper e proprietário das pranchas Tropical Brasil, "Gostei muito do resultado. Creio que ainda não havia visto um material tão bem elaborado sobre o surf e todas as complexidade que envolvem nosso esporte".


Por Eduardo Rosa
1 comentário